Mia

quarta-feira, 13 de abril de 2011
 Esta é uma história real, porém a pessoa será tratada apenas por Mia.

Mãos tremulas, vários pensamentos rondando a cabeça ao mesmo tempo, desejos incontroláveis, sentimento de culpa. Mia era feliz, tinha amigos, não era feia, mais sentia falta de algo. Sentia que existia uma culpa dentro dela e que precisava ser colocada para fora. Não era tão fácil conviver com este peso. Quando criança sofreu Bullyning. Não se podia considerar forte, apesar de no fundo saber que era capaz de mais do que fazia. Apesar de ter amigos, sentia um enorme sentimento de solidão, de rejeição, de ter nascido em um lugar errado ou em um momento errado.
Quando se olhava no espelho via que podia ser mais bela, ela sabia que era. Seu tecido adiposo parecia crescer em uma velocidade assustadora. As belas mulheres (de acordo com a mídia: bela era ser magra) não comiam como ela. Nada de arroz, feijão, pizza, salgados, doces. Como eram delicadas em comer apenas uma alface. Mia não podia largar seus gostos, era fascinada por doces e massas e sua mãe como cozinhava. Tinha no DNA o gosto pela culinária. Mia passava as tardes fazendo receitinhas e o que lhe desse vontade de comer. Mia sentia o peso de seu vicio, alias como ela sentia que pesava. Foi em uma tarde que Mia decidiu que não poderia continuar assim, ela deveria voltar a seu estado normal: Magra. Tudo o que ela tanto gostava e comia foi colocada a força para fora de seu estomago. No começo era difícil. Doía a garganta e também o coração, como doía ter que chegar a este ponto. Com o tempo começaram as crises. Como Mia desejava comer, não importava a hora, ela comia, a culpa lhe tomava conta e ela sentia que deveria colocar tudo para fora novamente. Pobre Mia sabia no buraco que iria cair. Com o tempo tudo lhe era motivo de culpa. Mia estava só. Pobre garota. Seus pais jamais poderiam saber do que ocorria. Mia tinha muito medo. Sua mãe desconfiava mais Mia não poderia contar-lhe tamanha vergonha. Os anos passaram... Pessoas tentaram ajudar Mia. Ela sabe o que acontece. Sabe como está, sabe que chegou ao ponto máximo. Daqui pra frente Mia não sabe como seguir. (continua em algum dia)

E você? Acredita que Mia sofra... ou acha que tudo não passa de frescura adolescente?

23 comentários:

Talita Korb disse...

É triste ver meninas que se importam mais com seu corpo do que com seu coração até o ponto disso virar doença. Fico triste por isso...

Beijo :*

Angelica disse...

Oiie!!! Que triste essa história! :(
É dificil comentar sobre algo assim, acredito que devemos fazer o que nos faça bem e não o que dizem que melhor ou mais bonito.
O pior disso tudo é que a pessoa fica doente e muitas vezes não tem volta! :x
Beeijos :*

Gabi disse...

Sim Sim amor, positividade sempre *-*

Renatinha Araújo disse...

Sendo frescura ou não, é sofrimento.
Acontece que as preocupações dos adultos são mais importantes do que o dos adolescentes, mas isso não significa que devemos tratar como simples "frescuras"...

Adorei o texto! o/

Beijos,
Renatinha Araújo.
www.glamourfeminino.blogspot.com
Twitter: @Blog_GF

Gaby disse...

Oi :)
Olha, acho que ela sofra sim! Tem gente que acha por exemplo que criança não sofre.. que uma menina que é fã do restart não sofre (mas ñ sou fã deles hehe)etc etc..
Como já ouvi uma vez, mas esqueci o autor da frase..
"Só nós mesmos sabemos as delícias e os deméritos de ser nós mesmos"
Todo mundo tem seus problemas né? :)

Ótimo texto ^^

Thais disse...

Avise à ela que exercitar-se é o melhor remédio. Mas, se há algum distúrbio, ela tem que se tratar, tem que ir à um psicologo... :(

http://thaisacorrea.com/b/

Poly disse...

Não existe isso de frescura, cada um sabe do seu próprio sofrimento.
O melhor para Mia é procurar um tratamento adequado com psicológo e psiquiatra.
Bjuxxxx

♥ Carla Gomes disse...

Olá amiga tudo bem?! Estou oferecendo um singelo mimo de Páscoa lá no meu bloguinho! Gostaria de oferecer a vc! ^ ^
Para pegar o código basta procurar na coluna lateral do blog!
Um abençoado final de semana pra vc!
Bjs!!

marcela disse...

Não acho que seja frescura. Mia tem que procurar um médico urgentemente, ela pode pedir a uma amiga para ir com ela mas ela tem que fazer logo antes que seja tarde demais e muita gente venha inevitavelmente a sofrer com as consequências disso.

Karine Marinho disse...

Já li vários livros assim, e me doi saber que cada vez mais meninas tem esse tipo de problema. Antes eram somentes excessões, hoje são muitas, espero que as Mia's consigam se reerguer entender que elas são perfeitas da forma delas.
Beijos,K.
Girl Spoiled

mari ebert disse...

nossa, o texto ficou MUITO bom! A culpa por comer muito ou por ser diferente fisicamente em qualquer sentido assombra muito as mulheres (principalmente adolescentes) de hoje em dia. Se achar feia, gorda, ter vergonha de se mostrar na rua, querer acima de tudo ser desejada. Por que a sociedade criou uma pressão nesse nível, a ponto de deixar as pessoas culpadas, doentes, se sentindo incapazes?
Bem, eh isso, gostei muito mesmo do texto.
bjão!

disse...

Oiie cardigans são lindoos mesmo!
Tenho certeza que Mia realmente sofre :/
Experiencia própriaa!!!
Adoreei sua visita no meu blog, fiquei muuitasso feliz, muuito obrigadaa (:
beeeeijõooes!

joicy recco disse...

As vezes a busca pelo corpo PERFEITO, pela beleza torna- se um perigo enorme para a saude.E muitas das vezez nao tem volta e assim chega a fase mais trite de todo esse sacrifico... Adoro seus textos amor beijos

Nicas disse...

Não acho frescura, acho um problema sério! E que todo mundo deveria entender.

Tive sérios problemas com meu peso e isso me trouxe vários problemas. Na adolescência nao importava o quanto emagrecesse, minhas "amigas" sempre diziam que eu estava gorda. Assim, a ansiedade me fazia comer ainda mais e engordava horrores. Depois passava semanas sem comer quase nada, perdia 5kg e... ainda ouvia delas que estava gorda.

Não imagino como superar o ponto em que "Mia" chegou, mas ela vai precisar de muita ajuda para entender como é bonita e como se sentir bonita. Espero que tudo acabe bem.

Beijo

Camilla Martins - http://sugar-dance.zip.net disse...

Às vezes as pessoas são tão obcecadas pela beleza e tentar chamar a atenção com sua vaidade que acabam passando dos limites ):

Tem post novo no SD! Bjonas!

Lucas Geraldo disse...

a primeira coisa que a mia precisa é procurar ajuda! forçar o vômito é uma coisa MUITO série, e pode ter efeitos terriveis no futuro!
Abraços!

Caccau Oliveira disse...

Boa noite meu bem *-*
Quanto tempo eihn! Você nem deve se lembrar de mim, tinha um blog chamado MORANGOLATE !
Praticamente um ano depois eu voltei a blogar, graças a uma campanha chamada VOLTA MUNDO BLOGUEIRO!
Mas não foi por isso que resolvi comentar aqui.
O fato é que a campanha tem uma proposta, indicar seu blog preferido. E eu indiquei o teu!
Por me fazer sorrir, chorar e ver que a vida vai muito além dos problemas.
Queria dizer que mesmo não comentando visito teu blog sempre ... leio e releio os posts e o seu foi o primeiro que eu (re)postei no meu blog. ( se vc visitar o blog entenderá esse (re)postar ksks ).
Queria dizer parabéns e agradecer por posstar coisas tão lindas' que dão mais sentido a minha vida! <3'
beijos'
ps.: não! não é frescura adolescente. Mia realmente sofre, aposto.
Já tentei praticar bulimia e sofro mta pressão com esse maldito padrão de beleza!
#espero anciosa a continuação *-*

Andreia disse...

É triste quando nos arriscamos a perder a saúde para corresponder aos 'altos' padrões que a sociedade colocou sobre a mulher. Não basta com ser só mulher, é preciso ter se um corpo lindo. :/

Acho que a anorexia/bulimia é assunto serio, que deveria ser falado mais vezes. Até porque agora até os rapazes são afectados por esta ~terrivel~ doença. Poucos, é verdade.

Acho que deveria continua a história sim! ^^

Beijokas

Bruna Kitty disse...

oii amiga!!

adorei o texto... a história é triste porém muito bem escrita. eu acredito sim no sofrimento da Mia por causa do dilema que ela vive: comer tudo que ela tanto gosta e ser triste por ser gorda ou, se esforçar para se magra e deixar pra trás um pedaço essencial da sua felicidade, o gosto pelos diversos sabores?
é difícil mesmo...

megaa bjoo, fico aguardando a continuação
;**

http://bybrunakitty.blogspot.com

Larissa disse...

Sofre sim, e muito. Eu nasci magrinha e sempre fui, até me acho demais, mas também tenho amigas que fazem dietas milagrosas. É duro.
O Restart faz umas musicas ruins, mas o ritmo é legalzinho, por isso faz sucesso.
Bjbj

Orlando Schlappkolh disse...

Essa história é triste, mas acho que MIA deve lutar contra isso afinal isso pode acabar a matando, e não acho que seja isso que ela quer!

Beijos

Deby disse...

Ah, é horrível esse tipo de coisa! A sociedade cria ideiais de beleza e de como todos tem de ser e quem não segue esse padrão acaba sendo excluído e mais do que isso.. sofre bullying quando criança, o que é uma das coisas mais traumáticas pela qual uma pessoa pode passar. Tem gente que acha que é brincadeira ou apenas coisa de criança, mas esses traumas de criança são os mais difíceis de superar, daí acaba acontecendo coisas como o que aconteceu na escola do Rio de Janeiro ou pessoas se sentem pressionadas para serem magras.

Mia sofre sim e tô curiosa pra saber a continuação da história.. Beijo! :*

Lissa disse...

Mia ta doente e precisa se tratar. Espero um final feliz dessa historia ~~

bjos

Postar um comentário

- Por favor, identifique-se com nome e e-mail ou blog.
- Postagens de propagandas serão excluídas.
- Ler o post, nem que seja um pouquinho ajuda a comentar.
- Todos os comentários serão retribuídos.
- Caso não possua uma página na internet, deixe seu e-mail no fim do comentário que retribuirei com muito carinho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design e codificação desenvolvidos por Jana B. - Proibido copiar ou usar como base Ma Petit - Mantido por Plic Plac e Blogger